"Fa é o método de execução das técnicas, enquanto Gong é a habilidade específica necessária para fazer as técnicas e os movimentos realmente funcionarem em combate."

 

Gong (habilidade marcial) e Fa (técnicas) têm sido historicamente separados como dois componentes no processo de aprendizagem. Muitas vezes isso é demonstrado no caso em que um Mestre vai ensinar todas as formas coreografadas, sem explicar o significado desta. Na superficie, a forma parece fantástica, porém a habilidade de combate real vem do Gong. Historicamente na China, as vezes alunos, no início do treinamento, tentaram superar professor em combate para ganhar uma reputação. Nesse caso, o professor, deliberadamente evitou o ensinamento de substância (Gong) para os alunos, particulamente no início. Em muitos casos, esse "período de prova" pode durar muito tempo. Isto acabou causando a separação do Gong e Fa. Eventualmente, os alunos nem conseguiram reconhecer a diferença entre Gong e Fa. Os alunos não vão ganhar as habilidades marciais (Gong) simplesmente porque eles praticam os movimentos (Fa). Eles precisam ter o Gong mostrado para eles pelo professor. O velho ditado, "Melhor ensinar 10 Fa do que 1 Gong" mostra como tão bem guardado era o Gong no passado. Isto não tinha exceção na família de Taijiquan estilo Chen.

 

Uma das coisas que o Mestre Hong Junsheng percebeu após 15 anos de aprendizagem com Chen Fake foi que a forma (sequência dos movimentos) não era executada na mesma forma que os movimentos eram usados no combate (nas aplicações). Isso é típico das artes marciais chinesas e também pode ser visto no Karate de Okinawa, que tem forte influência das artes marciais chinesas. Movimentos foram modificados e as vezes outros novos movimentos foram incluídos nas formas de muitas artes marciais para que estranhos não fossem capazes de copiar facilmente as técnicas e aprender a derrotar o Mestre ao qual ele observou praticando. Isto é referido como "a separação de Gong e Fa." O Gong ficou escondido. Fa é o método de execução das técnicas, enquanto Gong é a habilidade específica necessária para fazer as técnicas e os movimentos realmente funcionar em combate. Esta é uma realidade cultural em artes marciais chinesas, especialmente quando elas foram criadas numa epoca sem a influência das armas de fogo, com muitas pessoas, militares e Mestres, que tinham de ganhar a vida lutando e ensinando as artes marcias. O Mestre Hong Junsheng começou a adaptar a sua forma para que o movimento fosse executado exatamente da mesma maneira que seria executado em combate. Então não seria mais necessário modificar seus movimentos da forma a fim de usá-los.

 

Hong não criou novidades, ele simplesmente melhorou a curva de aprendizagem do Taijiquan estilo Chen com seus métodos de ensino inovadores. Seus métodos de ensino são o que caracterizam o que hoje conhecemos como Taijiquan Estilo Chen Método Prático.

 

Em 1956, Hong Junsheng voltou ao Beijing e foi testado rigorosamente pelo Mestre Chen Fake todos os dias durante 4 meses. Neste periodo, o Mestre Chen Fake aprovou os avanços na forma do Hong. Ele também chamou a forma do Hong "muito prático," que depois inspirou o nome do sistema do Hong. He Shugan observou os dois Mestres no parque Tao Ran Ting, em Beijing neste periodo.

 

 

 

A separação do "Gong" e do "Fa"

MÉTODO PRÁTICO

ARTIGOS E TEXTOS

escrito por

Chen Zhonghua

tradução

Flávio Prado

postado em junho de 2013

Mantenedor & Idealizador

Rede Wang Wu

wangwu.com.br

Sede Operacional

Rua Doutor Cesar Cortes Sigaud - 62

Bairro Figueira - Guaratinguetá - SP

escola@wangwu.com.br